O Maior de Todos os Mistérios – Miguel Nicolelis e Giselda Laporta Nicolelis



“O homem que não tem os olhos abertos para o mistério
passará pela vida sem ver nada.”
Albert Einstein

No livro “O Maior de Todos os Mistérios”, o leitor é convidado a embarcar numa máquina do tempo e viajar pela história da neurociência, acompanhando avanços, incógnitas e outros assuntos relacionados ao tema. “Imagine que você entrou em uma daquelas máquinas do tempo que aparecem em filmes de aventura...”

Miguel Nicolelis e Giselda Laporta Nicolelis assinam a autoria do livro. Ele é neurocientista brasileiro, responsável por dar a tônica da história do seu segmento científico na obra. Giselda Laporta, que é mãe do Miguel, emprega sua habilidade de contar histórias infanto-juvenis para dar nuances no texto para o público-alvo. A obra conta ainda com ilustrações de Ana Matsusaki, que tornam a viagem pelo tempo e pelos meandros da neurociência ainda mais interessante.

Começamos o livro partindo até o Big Bang – “o nascimento do universo” e depois, ainda no primeiro capítulo, avançamos até o surgimento do homem. “Entre nossas orelhas, com um quilo e quatrocentos gramas, está o órgão mais incrível e importante do nosso corpo de primata humano: o cérebro.”  A partir daí então, adentramos essa máquina humana.

O leitor vai conhecer os primeiros estudos realizados com o cérebro humano e temos conhecimento sobre Santiago Ramón Y Cajal, considerado o “verdadeiro pai do ramo da ciência que estuda o cérebro”. Foi ele quem descobriu que o neurônio transmite informações pelo axônio. Os sinais elétricos no cérebro seguem do axônio de um neurônio para os dentritos de outro. Foram esses e outros tantos achados do espanhol que serviriam de base para o nascimento da neurociência.

Nós somos levados também para outros momentos importantes da história da neurociência, o que inclui passarmos por alguns momentos de guerra. E vamos ao seio acadêmico que trata de pesquisas na Universidade Duke, nos Estados Unidos, em que Aurora move um joystich e depois de receber estímulos consegue mover um braço robótico. Assim como o experimento em que cientistas conseguiram fazer a movimentação de um robô (CB1) com as faíscas elétricas dos neurônios de Idoya.

A viagem do leitor avança para um futuro em que as interfaces cérebro-máquina (ICM’s) “se transformaram em uma tecnologia corriqueira”. Isso permite a criação de exoesqueleto que possibilite que pessoas impedidas de movimentos consigam manter-se em pé e até movimentar-se “só pela força do pensamento”. E há inúmeros outros benefícios que, a partir dos estudos realizados, podem ser usufruídos pela humanidade.

O livro é voltado para o público infantojuvenil e tem uma linguagem acessível e fácil, bem como uma leitura lúdica sobre o tema a que se propõe demonstrar. Outrossim, vale mencionar, que o livro não subestima a inteligência do leitor. Trata a neurociência de maneira lúdica, porém informativa. É, sem dúvida, um excelente livro que pode ser usado como leitura complementar em escolas. E, para o público em geral, o livro também agrega conhecimento. Saber mais nunca é demais.

Uma boa leitura!

Sobre os autores:

Foto: Reprodução
Miguel Angelo Laporta Nicolelis é medico e cientista, nasceu em São Paulo – sp em 7 de março de 1961. Formou-se em Medicina na Universidade de São Paulo (USP) e fez pós-doutorado no Hospital Universitário Hahnemann (associado Drexel University College of Medicine), na Filadélfia. Foi considerado um dos vinte maiores cientistas do mundo no começa da década passada, segundo a revista Scintific American. É o primeiro cientista a receber o prêmio Pioneer e o Fransformative R01, e o primeiro brasileiro a ter um artigo publicado na capa da revista Science. Lidera um grupo de pesquisadores de neurociência da Universidade Duke (Durham, Estados Unidos) na tentativa de integrar o cérebro humano a máquinas (neuropróteses ou inferfaces cérebro-máquina) e desenvolver próteses neurais para reabilitação de pacientes que sofrem de paralisia corporal. Nicolelis e sua equipe foram responsáveis pela descoberta de um sistema que possibilita a criação de braços robóticos controlados por sinais cerebrais. O trabalho está na lista de tecnologias que mudarão o mundo, segundo o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). Professor titular de Neurobiologia e Engenharia Biomédica e codiretor do Centro de Neuroengenharia da Duke University, Nicolelis também concebeu e lidera um projeto do Instituto Internacional de Neurociências de Natal, na capital do Rio Grande do Norte, que recebeu destaque internacional ao serem divulgados seus resultados na prestigiosa revista PLoS One.

Sobre a autora:

Foto: Reprodução
Giselda Laporta Nicolelis nasceu em São Paulo – SP, em 27 de outubro de 1938, no bairro da Liberdade. Formou-se em jornalismo pela Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero. Publicou sua primeira história em 1972 e o primeiro livro em 1974. Foi então que descobriu o seu verdadeiro caminho: a literatura infantil e juvenil, as crianças e os adolescentes. Hoje, sua obra abrange mais de cem títulos, entre livros infantis, juvenis, ficção, poesia e ensaio, publicados por dezenas de editoras, com centras de edições, e milhões de exemplares vendidos. Exerceu também o jornalismo em publicação dirigida ao público infantil e juvenil, e trabalhou como coordenadora editorial em coleções juvenis. É sócia-fundadora do CELIJU – Centro de Estudos de Literatura Infantil e Juvenil – cujo acervo se encontra atualmente na USP, da UBE (União Brasileira de Escritores), do Sindicato de Escritores do Estado de São Paulo e da Clearing HOuse for Women Authors of America, EUA.

Sobre a ilustradora:

Foto: Reprodução
Ana Mastsusaki nasceu em São Paulo, em 1986. Desde pequena, gosta de viajar pelos livros através de imagens e palavras. Como o pai também trabalha para editoras, era normal que a casa da família tivesse as estantes recheadas de livros. Ela relembra que uma das brincadeiras preferidas quando criança era criar revistas e livrinhos: escrevia e ilustrava. Não houve como ser diferente: quando entrou na faculdade, resolveu estudar Design Gráfico e a brincadeira virou trabalho. Faz ilustrações para as principais revistas do país e cria projetos gráficos para editoras. Também é autora de um projeto itinerante de experimentações gráficas, no qual dá workshops e oficinas de ilustração.

Ficha Técnica

Título: O Maior de Todos os Mistérios
Escritor: Miguel Nicolelis e Giselda Laporta Nicolelis
Editora: Editora do Brasil
Edição: 1ª
Número de Páginas: 80
ISBN: 978-85-1-065551-1
Ano: 2018
Assunto: Ciências / Infantojuvenil

O Maior de Todos os Mistérios – Miguel Nicolelis e Giselda Laporta Nicolelis O Maior de Todos os Mistérios – Miguel Nicolelis e Giselda Laporta Nicolelis Reviewed by Tomo Literário on 07:06 Rating: 5

Nenhum comentário:

Deixe aqui seu comentário.

Tecnologia do Blogger.