A Princesa de Jamar - Gabriela Allain

Ana Catharina Morais Baldini, ou simplesmente Ana, vive num orfanato. Ao completar quinze anos de idade ela descobre mais sobre a sua vida. Ana é filha de um rei. A diretora da entidade na qual ela permaneceu durante todos esses anos havia sido designada como guardiã do portal.

Através dessa porta ela vai parar no Reino de Jamar, que fica em outro planeta, onde encontra Isabel Maria de Morais Baldini (sua mãe) e o rei Tarso Petri Montoya Baldini (seu pai). Ela começa então a viver num novo cenário e a reconstruir a história de sua vida.

“... Eu realmente não sei explicar o porquê do atraso dos terráqueos. De qualquer forma é um planeta a menos para arranjar briga por ai. Por isso a sede do portal é na Terra, por ser um planeta neutro, que só briga entre si. Você terá muito que aprender... e a primeira coisa é que Jamar é o líder do nosso Sistema Solar. Há mil anos nós criamos a OPU – Organização dos Planetas Unidos. São cinco planetas ao todo, que se reúnem anualmente para discutir, garantir a paz e resolver alguns problemas do universo. Então temos Jamar, em seguida Klein, Valentin, Salanova, Volkmer e por fim Trakmer.” O trecho faz parte de um diálogo que Tarso trava com sua filha com o propósito de passar mais informações sobre o novo lar da garota.

No novo planeta, que tem muitas coisas similares ao planeta Terra e cujos seres também tem aparência humana, ela passa a frequentar a escola dos Guerreiros da Luz, se atrai por Guilherme e tem visões que a intrigam. Os olhos de Ana mudam de cor, de acordo com o sentimento que ela vivencia no momento. Ela sente ainda uma força inexplicável.

Ao efetuar pesquisas na biblioteca ela ouve de um antepassado uma frase que a intriga, dita por Augusto Baldini, que não está mais entre os habitantes de Jamar. Ele diz a ela para que: “aposte no impossível e desfrute do inesperado”. Essa frase vai ser ouvida por Ana em muitas outras situações.

Ela tem um amuleto que, segundo prega a lenda de Jamar, é ativado pelo poder de quem o tem. Poder esse que deve ser trabalhado ao longo do tempo. Ana, aos quinze anos, já consegue ativar o seu amuleto e, seu pai acredita que isso ainda não deveria acontecer. Sobre esse amuleto pairam mistérios, bem como sobre determinados pergaminhos que foram escondidos por Augusto Baldini. Tais pergaminhos tem relação com estudos feitos no passado que tratam do uso do cérebro a uma potência de cem porcento. Apesar de toda a tecnologia existente no planeta, que é apresentado como mais evoluído que a Terra, os seres utilizam em média quarenta porcento.


Ana, a princesa, vai ter que lidar com inimigos ocultos que a perseguem, com a descoberta e controle de seus poderes, com conflitos familiares, a crítica da avó paterna e ainda vai lidar com os conflitos do coração, relações de amizade, segredos a serem desvendados, a história pregressa de seu povo que esteve em guerra e o perigo iminente que ronda Jamar.

“A Princesa de Jamar” foi escrito por Gabriela Allain e publicado pela Editora Biblioteca 24 Horas, em 2014. São 57 capítulos em 302 páginas que nos contam a história dessa jovem princesa, que descobre que segundo uma profecia só ela tem como salvar o seu planeta de origem.

O livro inicialmente parece que seguirá para um caminho, e aos poucos vai se revelando uma história que liga fantasia, realidade e ficção científica. Mistura elementos como viagem astral, homens lagarto, seres azuis, viagem interplanetárias e tudo que já mencionamos anteriormente. A cada nova descoberta da Princesa de Jamar nós, leitores, vamos captando a essência da história que toma corpo com os diversos acontecimentos que vão sendo revelados ou por meio das aulas que Ana participa, ou pelos diálogos tidos com sua mãe e outros habitantes de Jamar.

A publicação tem uma trama interessante. A narrativa é ágil e o enredo bem arquitetado com vários elementos que dão agilidade e permitem a fluidez da história. Em que pese o fato de que, para dar gancho à continuidade da saga, o livro deveria ter parado em outro ponto da história, tornando o primeiro volume uma história única, mesmo que haja continuação. Por ser uma série o leitor pode ficar aguçado para a continuidade, no entanto alguns pontos ficam muito soltos com o desfecho do primeiro livro e certamente terão de ser recontados. Aguardaremos as respostas na continuidade. Isso, contudo, não tira o mérito da história. Uma boa leitura.

Foto: Reprodução
Sobre a autora

Gabriela nasceu em São Paulo em 1982. Aos 22 anos decidiu viajar para os Estados Unidos e lá conheceu o seu marido Gregory Allain, com quem teve dois filhos. Ela nunca esqueceu de suas origens e por mais que tenha se estabilizado em Conway, no estado de New Hampshire, ainda sentia muita falta do Brasil. Foi essa saudade e a vontade de mudar o cotidiano que a conduziram para sua paixão pela escrita. Depois de um sonho, resolveu brincar com as palavras no papel e foi aí que surgiu Ana, a protagonista do seu primeiro livro.

Ficha Técnica
Título: A Princesa de Jamar
Escritor: Gabriela Allain
Editora: Biblioteca 24 Horas
Edição: 1ª
ISBN: 978-85-4160-811-4
Número de Páginas: 302
Ano: 2014
Assunto: Ficção brasileira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.