A Arte de Ler - Émile Faguet



Leitores, vorazes ou não, buscam na leitura respostas para suas inquietações, aprender algo que o autor possa lhe transmitir ou simplesmente se divertir. Diversos são os tipos de livros, de autores e também de leitores.

“(...) o livro, esse pequeno móvel da inteligência, esse pequeno instrumento que põe em atividade nosso entendimento, esse motor do espírito que vem socorrer nossa preguiça e mais amiúde nossa insuficiência, e que nos dá o delicioso prazer de acreditar que pensamos, enquanto talvez não pensemos em absoluto, é um amigo precioso e muito caro.”

Émile Faguet foi doutor em Letras e titular da cadeira de Poesia Francesa na Sorbonne. Homem influente de seu tempo (1847 – 1916) assinou escritos sobre La Fontaine, Flaubert, Nietzsche e Balzac entre outros.

No livro “A Arte de Ler”, publicado pela Editora Casa da Palavra em 2009, o autor fala sobre livros, no papel de leitor. Nos dá sua percepção sobre o ato da leitura, como a necessidade de ler devagar para aprender, que é descrito pelo autor “como a essência da arte de ler”. Trata dos livros de ideia e dos livros de sentimentos, para os quais há um modo diferente de ler cada um deles.

O autor fala ainda sobre as peças de teatro e de poesias. Não deixa de lado aqueles escritores tidos como obscuros, ou como costumamos dizer, os autores difíceis. Nem os maus autores foram esquecidos por Émile Faguet. Sim, os maus autores existem e podem/devem ser lidos. Ler autores maus pode até ser saudável:  “o ódio por um livro tolo é um sentimento bastante inútil em si, mas o que tem seu valor se reaviva em nós o amor e a sede por aquilo de que temos necessidade.”

Temos ainda informações sobre os inimigos da leitura. E Faguet tece suas considerações acerca dos livros de críticos e de historiadores literários. A Arte de Ler se encerra com o tema releitura.

A publicação da Casa da Palavra é um ensaio sobre a leitura, interpretações e visões de Émile Faguet sobre esse hábito. Sem dúvida, há muitos e bons apontamentos  que nos levam a refletir sobre o ato de ler e o que lemos.

Em tempos em que as informações nos chegam como verdadeiros bombardeios e em que há lançamentos de toda sorte de livros,  dos mais variados gêneros e das mais variadas categorias de autores, vale a pena apreender o que Faguet nos diz para que possamos, no mínimo, questionar para onde vamos direcionar nossas leituras. 

Como destacado na orelha do livro, o autor “afirmava que a leitura é essencialmente a arte do pensar que requer esmero e cuidado. Foco e propósito.”

A Arte de Ler é uma boa leitura!

Sobre o autor:

Émile Faguet nasceu em 1847 e faleceu em 1916. Foi aluno da École Normale Supérieure, doutor em letras e depois titular da cadeira de Poesia Francesa na Sorbonne. Tornou-se membro da Academia Francesa em 1900 e colaborou com o célebre Jornal des Débats. Embora tenha abordado através de seus numerosos escritos a esfera política, Émile Faguet permanece conhecido sobretudo, por sua obra de crítico literário e teatral.

Ficha Técnica
Título: A Arte de Ler
Escritor: Émile Faguet
Editora: Casa da Palavra
ISBN: 978-85-7734-112-2
Edição: 1ª
Número de Páginas: 143
Ano: 2009
Assunto: Livros e leitura

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.