Dia de São Nunca à Tarde - Roberto Drummond

O livro “Dia de São Nunca à Tarde”, foi escrito por Roberto Drummond, autor também de livros como “Hilda Furacão” e “Inês é Morta”. A publicação foi feita pela Editora Geração Editorial em 2004.

O título do livro me chamou a atenção, li a sua contra-capa, me interessei pelo que dizia e resolvi então ler.

Uma pergunta paira no ar, na história vivida no livro: “E se Gabriel não voltar?”. Gabriel não está no internato. Ali habitam dois fantasmas, 300 meninos (299, pra ser mais preciso, já que Gabriel ali não está), e os freis que tomam conta do lugar.  No colégio interno, ele vive com padres que já partiram, mas insistem em ficar no mundo dos vivos. Vive ainda com um frei que come flor e faz milagres e um frei autoritário.

Gabriel e Gabriela são gêmeos e tem algo em comum além do fato de serem irmãos e gêmeos. Eles querem mudar de sexo. Ele quer ser mulher, ela quer ser homem.

Gabriel foi embora do internato. Voltará ou não? Só se saberá ao ler a história. Os fantasmas o esperam, porque acreditam que se ele voltar, a sua irmã Gabriela virá junto, trazê-lo com a mãe, que deixa um perfume inebriante no local. E um dos fantasmas é apaixonado por ela (Gabriela). Frei Vicente também quer que Gabriel volte, chega inclusive a ter insônia pensando no fato de o menino não voltar. Os outros internos parecem também esperá-lo, apesar de haver a dúvida. E o frei carrasco vai notar que coisas estranhas aconteceram.

Os irmãos gêmeos são citados durante todo o livro, mas a aparição propriamente dita é breve, mas marcante. Deixa marcas em todos que estão a seu redor. A história do livro é bem engendrada pelo autor e nos surpreende. A narrativa é feita nos colocando na vivência do internato, nos conduzindo por suas instalações e nos posicionando como espectadores dos acontecimentos.

Curiosidade: Dia de São Nunca à Tarde é uma expressão popular que significa que nunca vai acontecer.


Ficha Técnica
Título: Dia de São Nunca à Tarde
Autor: Roberto Drummond
Editora: Geração Editorial
ISBN: 978-85-7509-105-0
Edição: 1ª
Ano: 2004
Número de Páginas: 85
Assunto: Ficção brasileira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.