Os Segredos da Princesa de Cadignan - Honoré de Balzac

“Os Segredos da Princesa de Cadignan”, de Honoré de Balzac tem o foco pleno na personagem central. Na medida em que a narrativa evolui compreendemos as circunstâncias e alocação daquela mulher no tempo.

A Princesa de Cadignan resolve tornar-se uma mulher religiosa, e embora viva em reclusão, ainda não abriu mão de viver o verdadeiro amor. Como no trecho em que revela: “Podemos amar sem ser felizes, podemos ser felizes e não amar; mas amar e ter felicidade, reunir esses dois imensos gozos humanos, é um prodígio.”

Há certa dose de crítica à sociedade da época e seus costumes, inclusive no que refere-se aquilo que as pessoas querem guardar como se fora um segredo. Nem tudo que se quer guardar, permanece guardado.

“Após essa conversa, a princesa tinha a profundeza de um abismo, a graça de uma rainha, a corrupção dos diplomatas, o mistério de uma iniciação, o perigo de uma sereia.”

Interessante observar que Balzac sempre descreve as idades dos personagens. A definição da faixa etária ou a idade específica determina, para Balzac, as ações de seus personagens, o modo como eles pensam, como se comportam no quadro social em que vivem, como se colocam no mundo. A idade determina uma maneira de atuação.

Pelo fato de o centro da história ser de uma princesa, a mulher ganha especial destaque. Ela se vê arruinada após a Revolução de 1830. Em certos aspectos coloca-se em voga o papel da mulher naquela sociedade, por meio dessa personagem que vive na aristocracia, tem vida religiosa, não quer morrer sem ter o prazer de novo amor e se coloca diante das situações que a ela são apresentadas pela vida.

“Quando somos bem sucedidas, devemos então guardar silêncio, sob pena de perder nosso império. Derrotadas, as mulheres devem também se calar por altivez. O silêncio do escravo apavora o senhor.”

A edição que li foi a publicada pela DPL Editora em 2005. A história da Princesa de Cadignan revela um final para provocar o leitor. A leitura da obra de Balzac é fabulosa. Gosto muito do autor, sobretudo após a leitura que fiz de sua biografia. Saber que era um homem que queria fazer-se presente na sociedade de modo que seu status fosse notado, ao ponto de sofrer com dívidas e o fato de buscar envolver-se com diferentes amores, mostra bem como a obra é um pouco o espelho de seu autor. Ler Balzac vale a pena.

Além da narrativa sobre a nobre, o livro apresenta ainda uma curta história de Balzac, intitulada “A Mensagem”, que fala de um amor entre um jovem e sua amante.

Ficha Técnica
Título: Os Segredos da Princesa de Cadignan
Escritor: Honoré de Balzac
Editora: DPL
ISBN: Não há no livro
Edição: 1ª
Ano: 2005
Número de Páginas: 160
Assunto: Ficção francesa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.