Fogo Fátuo - Maurício Coelho (Conto)

"Fogo Fátuo" é uma história que tem como personagem central Gilmar da Silva, que mora com a esposa e sua família. É ele quem prepara o café para os netos antes de os meninos irem à escola. Gilmar toma remédio para uma certa doença.

Ramiro, amigo de longa data de Gilmar, revela ter visto um fogo intrigante sobre a água. O que por si só parece ser fantástico. O que intriga ainda mais Ramiro é que o fogo a que ele se refere parece enxergar.

Em meio a escuridão da mata e com nuvens que anunciavam chuva, uma luz apareceu. Parecia vir do céu, mas não era. Vinha do rio, notaram. Era o fogo fátuo.

Numa conversa de família, no dia seguinte ao acontecimento fantástico e sombrio, Gilmar tem uma informação da esposa e netos: ele chegara sozinho em casa, sem Ramiro. Teria sido tudo fantasia de Gilmar? Fora tudo criação de sua mente? 

Fogo Fátuo é um conto de Maurício Coelho e pegou-me desprevenido. No início da leitura fiquei me indagando para qual ou quais caminhos o desfecho seguiria, dado que a narrativa começa contando sobre a rotina de um avô que cuida com carinho dos netos. O elemento fantástico surge no clímax do conto e cria a tensão necessária para que no desfecho se faça a revelação.

Ficha Técnica
Título: Fogo Fátuo
Escritor: Maurício Coelho
Assunto: Conto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.