Cartas de Amor aos Mortos - Ava Dellaira

Em “Cartas de Amor aos Mortos”, da escritora Ava Dellaira, publicado em 2014 pela Editora Seguinte (selo jovem da Companhia das Letras), Laurel muda de escola após a morte de sua irmã mais velha, chamada May. Não só de escola, mas tem a sua vida transformada indo morar com uma tia. Na escola, uma professora de Laurel passa uma tarefa aos alunos: escrever uma carta para alguém que tenha morrido.

Laurel escreveu sua primeira carta endereçada a Kurt Cobain, fundador, vocalista e guitarrista do grupo de rock Nirvana, que se suicidou. A experiência de relatar num texto suas histórias mexeu com a jovem. Sem entregar o dever à professora ela passa a escrever para outras pessoas: Amy Whinehouse, Judy Garland, Elizabeth Bishop, Janis Joplin entre outros. É por meio dessas cartas que a menina conta suas verdades.

“A verdade é bela, não importa qual seja. Mesmo que seja assustadora ou má. É a beleza simplesmente porque é verdade. E a verdade é radiante. A verdade nos faz ser nós mesmos. E eu quero ser eu.”

Como um diário, Laurel fala com os destinatários sobre suas vidas e sobre sua própria adolescência, seus sentimentos, seus segredos, a descoberta do amor, os sonhos e desilusões que a cercam. Laurel se apaixona por Sky e vive outras passagens ao lado de Natalie e Hannah, suas amigas.

A jovem carrega algum desconforto ou trauma em relação a morte de sua irmã. Esta por sua vez marca presença na memória de Laurel, o que se pode verificar pelos relatos escritos nas cartas. É como se Laurel buscasse na irmã mais velha a segurança para enfrentar os desafios da vida. May era seu porto seguro e uma figura que lhe era admirável.

Com uma abordagem que não pára na relação de Laurel com sua irmã falecida e dos sentimentos que pairam sobre essa história, vê-se ainda outros temas tratados, tais como drogas, bebidas, sexualidade, amor, relações familiares, medos, dramas, conflitos, questionamentos filosóficos e tudo mais que a adolescência pode apresentar.

“(...) Todos nós queremos ser alguém, mas temos medo de descobrir que não somos tão bons quanto todo mundo imagina que somos.”

Ava Dellaira escreveu um livro impressionante, com uma história que celebra a vida. Apesar de ser um livro voltado ao público juvenil ele vai além do seu público-alvo, sendo capaz de encantar a adultos. Feito que, notadamente, é comum em livros bem escritos e que apesar de sua aparente superficialidade, toca fundo do leitor.

Das vivências de Laurel é possível extrair aprendizados sobre essa fase crítica da vida, que é a adolescência, com seus prazeres e dissabores. A personagem é uma jovem que busca entender o mundo  para compreender o seu mundo. Laurel encontra nas cartas o apoio que precisa e não é difícil comover-se com sua silenciosa busca pela superação depois de ter sua família despedaçada em decorrência da morte da irmã.

Um excelente livro, uma excelente história. Se ainda não estiver na sua lista de leitura, recomendo que o insira e leia.


Ficha Técnica
Título: Cartas de Amor aos Mortos
Escritora: Ava Dellaira
Editora: Seguinte
ISBN: 978-85-65765-41-1
Edição: 1ª
Ano: 2014
Número de Páginas: 338
Assunto: Ficção – Literatura Juvenil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.