A Capela – Jhefferson Passos



Anna e Marcelo estão numa capela abandonada, localizada no meio de um canavial, há três dias. Tal situação, por si só, é capaz de ensejar nos leitores calafrios ao imaginar-se num local ermo e isolado. Os personagens estão acuados e assustados com tudo que os ronda. Lá fora "Ele" quer pegá-los, pelo menos é o que supõem. Lídia, Lucas e Brad são amigos dos dois e foram levados por “Ele”. A capela, nesse sentido, ganha ares de abrigo. Ali dentro sentem-se mais seguros, mas até quando?

"Ser caçada por algo que não se pode ver não é tão comum assim" - pensa Anna no primeiro capítulo do livro.  E, vez ou outra, a imagem do terço de sua mãe vem à lembrança. É no primeiro capitulo também que Marcelo faz confissões a Anna e, nós leitores, já conseguimos sentir a tensão que paira no ar e o medo que está à espreita, do lado de fora, no canavial. Ainda que não saibamos do que se trata a figura misteriosa que se manifesta no lado externo da capela, sabemos que algo existe.

"Ele precisava soltar de alguma maneira os sentimentos enjaulados dentro daqueles três dias na capela sem saber o que realmente aconteceu naquele canavial com seus colegas e o que acontecia agora com eles."

Uma referência ao livro Caixa de Pássaros, de Josh Mallerman, será notada pelo leitor que já teve contato com a obra e é explicada pela personagem Anna, embora o livro não seja citado explicitamente. A tensão, tal qual no livro de Josh, existe no livro de Jhefferson Passos – A Capela – publicação independente (2016).

O clima de tensão e a sombra do medo que paira no ar são bem detalhados pelo autor. E a tensão existe não só em relação ao que está fora da capela, mas também se instala entre Anna e Marcelo. Enquanto imaginam o que acham um do outro, enfrentam o impacto da pressão provocada pelo que os assusta e tem ainda de lidar com suas próprias mentes.

Há algo dos personagens, que vai se revelando aos poucos, se explicitando ao leitor e aos próprios personagens na medida em que a pressão e o medo vão mexendo com o seu interior. E aquilo ou aquele que ronda lá fora dá-nos uma sensação angustiante, uma aflição genuína em relação ao desconhecido.

Anna, muito religiosa, faz o contraponto com o mal. O mal que habita em algum lugar ou que está em todos os lugares. O mal que pode ser representado pelos seus segredos inconfessáveis.

Do mesmo modo que ruídos suscitam sentimentos diversos em nós humanos, o silêncio também tem essa capacidade. "O silêncio que sempre recaia naquele canavial depois das vozes irem embora era pra ela aterrorizante." O silêncio nos faz temer, porque quando o temos nos rondando, ouvimos não os ruídos externos, mas aqueles internos que ressoam na nossa memória, que advém de nossos pensamentos, dos segredos guardados, que surgem sem que possamos contê-los.

Quando do desfecho da obra a exclamação surge: Meu Deus!  A Capela tem uma história bem amarrada, tensa, aterrorizante e ao mesmo tempo misteriosa, não só pela figura que ronda a capela abandonada, mas pela própria vida dos personagens que vai sendo apresentada ao leitor e colocando mais pitadas de suspense na trama, o que levanta suspeitas e teorias acerca do que está se passando no interior daquela capela. A trama evolui com naturalidade e ritmo, o que permite uma leitura agradável e fácil.

Jhefferson Passos faz com que o leitor consiga sentir a agonia e a aflição, o medo e a tensão dos personagens e o humor (sim, eu ri quando um personagem conta uma piada). O autor nos causa desconforto com a história, na medida em que traz uma trama que nos coloca no clima da sinistra capela e nos deixa intrigados com os mistérios que a cercam.

Recomendo a leitura. É de arrepiar!
           
Foto: Reprodução
Sobre o autor

Jhefferson Passos nasceu na grande São Paulo, vive atualmente em Araraquara. Participou com o conto "A Coisa No Canto Da Sala" na antologia The King, volume I/Selo Anthology, Editora Multifoco (2013); na antologia Eu me ofereço! Um tributo a Stephen King, Editora Illuminare (2015) com o conto "Perdidos/Jéssica e William"; na antologia Os Desconhecidos - Contos sobrenaturais, Editora Illuminare (2015) com o conto "O Reflexo Do Espelho" e na antologia 7 Pecados Capitais, Editora Illuminare (2015), com o conto "A Boneca". Seu livro de estreia Carne e Sangue foi lançado em julho de 2016 pela editora Multifoco. Tem ainda publicado o livro 100 Gotas de Sangue pela Editora Illuminare.

Ficha Técnica

Título: A Capela
Escritor: Jhefferson Passos
Editora: Independente (Amazon)
Edição:
Número de Páginas: 103
Ano: 2016
Assunto: Literatura brasileira

A Capela – Jhefferson Passos A Capela – Jhefferson Passos Reviewed by Tomo Literário on 08:21 Rating: 5

Nenhum comentário:

Deixe aqui seu comentário.

Tecnologia do Blogger.