Mudança - Mo Yan



Mo Yan, autor do livro “Mudança” é chinês e ganhou o Prêmio Nobel de Literatura de 2012. O livro foi publicado no Brasil pela Editora Cosac Naify em 2013 com tradução de Amilton Reis.

O escritor conta sua história de infância em Shandong, expõe o que viveu no Exército e conta sua empreitada para tornar-se escritor e dedicar-se à literatura. Interessante observar no livro que há um personagem inusitado, um caminhão. O Gaz 51 ganha importância quando é citado como algo que mexe com os meninos, permeia a vida adulta quando querem adquiri-lo, quando há enamoramento e encantamento pela menina, filha do proprietário do caminhão. O caminhão vai revelando contornos que mexem com os jovens e torna-se um personagem do livro.

Ao ler “Mudança” também nota-se a presença do contexto político e econômico vivido pela China e seus habitantes. No entanto, parece não ter nenhuma pretensão de ser um manifesto de um escritor ou mesmo uma exposição de fatores conturbadores. Apresentando sua história, sem grandes pretensões, os temas são abordados mais porque fazem parte do contexto em que o autor viveu do que para ser uma bandeira de uma China reformada.

Embora tenha autobiografia no livro, convém frisar que trata-se de uma ficção, inclusive assim catalogado. Logo, há de se esperar que algumas passagens ganhem o ar ficcional necessário à fantasia daquele dado momento, para tornar mais fantástica a história.

Tomar contato com a obra de Mo Yan foi interessante por ver a maneira despretensiosa com que escreve.

Ficha Técnica
Título: Mudança
Escritor: Mo Yan
Editora: Cosac Naify
ISBN: 978-85-405-0367-0
Edição: 1ª
Número de Páginas: 128
Ano: 2013
Assunto: Ficção chinesa

Um comentário:

  1. Olá! Como vai?

    Novato aqui em seu blog! :)
    Excelente resenha! Parabéns!
    Não conhecia o livro e confesso, achei muito interessante, pois livros com conteúdos políticos são sempre bem interessantes! ;)


    Visite-nos no site Irmãos Livreiros , ficarei super feliz!
    Abraços!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário.