A Ovelha Negra e Outras Fábulas – Augusto Monterroso



“A Ovelha Negra e Outras Fábulas”, de Augusto Monterroso foi publicado pela Editora Cosac Naify em 2014 e o texto teve tradução de Millôr Fernandes. São quarenta fábulas criadas ou revisadas por Monterroso que nos remetem a lições finais com muito humor, crítica e ironia.


Num primeiro momento podemos acreditar tratar-se de textos bastante superficiais, possivelmente isso se deve ao fato de serem textos simples como pedem as fábulas. No entanto, simplicidade não é sinônimo de “coisa rasa” e o leitor mais atento verá que o autor faz da fábula o seu mecanismo para criticar os dissabores da vida.


Leitura que podemos adjetivar facilmente com o termo agradável. Ao começar o leitor não tem vontade de parar e ler qual será a próxima “lição de moral” que virá com a nova fábula. Mas não pense o leitor que a tal moral será igual aos dos contos que costumamos ler por aí. Ela é entregue por Augusto Monterroso de maneira singular, desconstruída, expondo a imoralidade humana, seu lado nem sempre tão bom.


O autor é de Honduras e fundou a Associação de Escritores e Artistas Jovens da Guatemala. Teve contos publicados em revistas e chegou a ser exilado político. Daí sua conexão profunda com a política, um dos seus temas prediletos.


“A fé e as montanhas”, quarta fábula do livro me fez perceber a forma aguçada com que o autor trataria suas novas e versáteis fábulas e daí pra frente foi uma surpresa ironicamente sagaz. De referências a vivências cotidianas até citações de ícones literários como Kafka e seu personagem Gregor Samsa, passando pela religião, política e costumes diversos. As fábulas de Monterroso conseguem ser ácidas e divertidas.


Ficha Técnica

Título: A Ovelha Negra e Outras Fábulas

Escritor: Augusto Monterroso

Editora: Cosac Naify

ISBN: 978-85-405-0712-8

Edição: 1ª

Número de Páginas: 93

Ano: 2014
Assunto: Ficção hondurenha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.