Na Casa da Vovó - Francisco Antonio Doria

O livro “Na Casa do Vovó (o que vi e vivi)”, de Francisco Antonio Doria, publicado pela Editora Revan (www.revan.com.br) em 2015, fala de um período conturbado da vida social e política brasileira: a ditadura. Por meio dos relatos pessoais do autor, daí a descrição entre parênteses “o que vi e vivi”, as páginas são preenchidas com histórias de Francisco e de outras pessoas de se círculo, numa narrativa agradável.

Passaremos pelo período de 1960 e 1970, na Cidade Maravilhosa (Rio de Janeiro), onde então residia Doria. Vamos acompanhar passagens de sua vida profissional, informações sobre amigos, conhecidos, familiares, adentrar a intimidade do autor, passar pelo cenário político da época e outros tantos fatos lembrados por ele.

A “casa da vovó” refere-se à casa dos avós do escritor. Esta casa, real, dá o input para as ideias e traz a tona as lembranças que foram escritas nas páginas do livro. Ora figurando como cenário, ora como uma referência, a casa aponta muitas histórias envolvendo personalidades, autoridades e familiares do autor. Por lá passaram grandes nomes e personalidades que de um modo ou de outro tiveram alguma ligação com o momento histórico do país.

O livro é um relato pessoal, por isso mesmo torna-se mais emocionante, visto que os momentos são detalhados. Não podemos deixar de falar também da maneira como foi escrito. A escrita é cheia de boas referências, como autores e grandes artistas (de música à literatura). Doria demonstra sua verve comunicativa com uma narrativa que agrada e toca o leitor.

Recomendado para quem gosta de história brasileira, de fatos reais e de relatos pessoais o livro não pode faltar na lista de leitura. Em meio aos “cinzentos” (palavra do autor) e turbulentos anos da ditadura, muitos acontecimentos que nos colocam naquele tempo de uma maneira muito próxima ao seu personagem central.


Ficha Técnica
Título: Na Casa da Vovó
Autor: Francisco Antonio Doria
Editora: Revan
ISBN: 978-85-7106-538-3
Edição: 1ª
Ano: 2015
Número de Páginas: 160
Assunto: História

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.