Serial Killers Anatomia do Mal - Harold Schechter

Serial Killers – Anatomia do Mal”, de Harold Schechter faz um convite a entrarmos na mente dos psicopatas. Harold é professor de literatura e cultura americana e é renomado por livros que tratam de crimes verídicos. Na edição do livro publicada pela Darkside em 2013 com 480 páginas, podemos dar um mergulho profundo em casos de arrepiar. E como diz Richard Ramirez, em trecho reproduzido por Harold no livro, “serial killers têm uma consciência morta. Não tem moral, nem escrúpulos, nem consciência”.

Como o subtítulo do livro é Anatomia do Mal Entre Na Mente dos Psicopatas, grifo trecho citado de Michael Welner, da Escola de Medicina da Universidade de Nova York que assim definiu mal: “uma tentativa de causar trauma emocional, aterrorizar ou atingir os desamparados, de modo a prolongar o sofrimento e obter satisfação de tudo isso”. É um resumo do comportamento dos assassinos em série.

No livro os capítulos tratam de temas distintos ligados ao universo das mentes psicopatas. Vão desde a origem da terminologia “serial killers”, bem como suas definições, passando por informações sobre características e traços de personalidade de assassinos vorazes, estudos de casos, motivação, ação, o top ten dos monstros americanos e a presença de serial killers na cultura pop (literatura, música, filmes etc).

O livro é sensacional. O tema da criminologia e de análises psicológicas me atrai, mas não é só isso. Trata-se de um livro repleto de informações, com embasamento nos casos reais e demonstrações de perfis que causam espanto. Há histórias de serial killers que nos provocam um sentimento de repulsa, de medo e até de raiva em relação a prática violenta e animalesca com que cometeram seus assassinatos. Até onde a mente humana é capaz de chegar?

Parte interna: entrevista de serial killer
Os serial killers tem uma percepção profundamente distorcida de sua superioridade. “Gostam de imaginar que são gênios do crime que podem passar a perna em todo mundo.” Por meio dos acontecimentos reais o autor mostra os traços psicológicos e de personalidade dos criminosos, bem como sua condição social, e as conseqüências criminais. Muitos foram executados após  julgamento que os levaram à pena de morte.

O autor estuda os psicopatas há mais de três décadas, por isso é um profundo conhecedor do assunto abordado e nos enriquece de informações completas e estudadas. Muitos fatos pouco conhecidos são relatados.

É inegável que os serial killers exercem um grande fascínio em toda a sociedade. Seja pela repulsa que gera com a violência que emprega, ou pela forma “anormal” com que encaram os seres humanos. O que fica ratificado quando vemos sucessos de literatura e cinema, por exemplo, que tratam do tema. No entanto, o livro vai além disso. Ele é informativo e histórico.

Parte interna. Perfil Criminal.
Também inegável é toda obscuridade e a vasta escuridão que esses seres carregam consigo. Ao ler muitas das histórias é como se tivéssemos adentrando um cenário de um filme de terror. Mas não histórias inventadas, são casos verídicos ocorridos em grande parte nos Estados Unidos, fonte central de estudos do escritor. “É importante reconhecer, no entanto, que o assassinato em série não está limitado a um país apenas. É um fenômeno universal; que tem ocorrido ao longo da história em todas as partes do globo.

Livro mais que recomendado! Vale a aquisição da obra!

Ficha Técnica
Título: Serial Killers Anatomia do Mal
Escritor: Harold Schechter
Editora: Darkside
ISBN: 978-85-66636-12-3
Edição: 1ª
Ano: 2013
Número de Páginas: 480
Assunto: Psicopatas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.