A Coragem de Ser Imperfeito - Brené Brown

“A Coragem de Ser Imperfeito”, de Brené Brown, p.h.D em serviço social, foi publicado no Brasil pela Editora Sextante no ano de 2013. É um livro que tem como tema central a vulnerabilidade humana.

É mister dizer que, como seres humanos, temos momentos e situações em que nos tornamos vulneráveis. A autora aborda, por meio de pesquisas, como esses instantes de vulnerabilidade afetam a vida de homens e mulheres. Trata ainda em sua abordagem nas 206 páginas do livro como há possibilidade de enfrentar a vergonha e ousar mais. A vulnerabilidade é explorada de forma que possamos realinhar nossa mente e nossas atitudes para usarmos de mais ousadia.

“É verdade que quando estamos vulneráveis ficamos totalmente expostos, sentimos que entramos numa câmara de tortura (que chamamos de incerteza) e assumimos um risco emocional enorme. Mas nada disso tem a ver com fraqueza.”

Além das impressões pessoais de Brené Brown o fato de haver embasamento nas pesquisas que ela realizou, torna o conteúdo mais consistente. É um conversa franca da autora, que se expõe, mostrando-nos que é preciso enfrentar o medo, a vergonha e, se libertando disso, ver que podemos colher mais criatividade. As dicas valem tanto para questões pessoais como para questões profissionais. É um livro daqueles que vale a pena revisitar de vez em quando para facilitar a internalização dos preceitos elencados e para nos estimular.

“A vergonha detesta ser o centro das atenções. Se falarmos abertamente sobre o assunto, ela começará a murchar.”

Em tempos que por todos os lados é valorizada uma falsa sensação de que o ser humano precisa ser perfeito, Brené derruba o mito. Apresenta ao leitor uma forma e uma perspectiva, a partir da qual, o ser humano é imperfeito, portanto vulnerável, e daí é possível também extrair oportunidades únicas.

Cai a perfeição ditada por preceitos sociais, levanta-se a auto-estima. Leitura que agrega, com argumentos embasados. Por falar em ousadia, ouse ler! Vale a pena! Brené Brown, a escritora, também é professora e cita que aprendeu a ensinar com o patrono da educação brasileira, o célebre Paulo Freire.

Para terminar, faço questão de citar um trecho com o qual a escritora inicia a sua obra. Trata-se de uma parte do discurso "Cidadania em uma República", proferido por Theodore Rossevelt em abril de 1910 na Sorbonne. O referido trecho ilustra a essência do livro.

"Não é o crítico que importa; nem aquele que aponta onde foi que o homem tropeçou ou como o autor das façanhas poderia ter feito melhor. O crédito pertence ao homem que está por inteiro na arena da vida, cujo rosto está manchado de poeira, suor e sangue; que luta bravamente; que erra, que decepciona, porque não há esforço sem erros e decepções; mas que, na verdade, se empenha em seus feitos; que conhece o entusiasmo, as grandes paixões; que se entrega a uma causa digna; que, na melhor das hipóteses, conhece no final o triunfo da grande conquista e que, na pior, se fracassar, ao menos fracassa ousando grandemente."

Ficha Técnica
Título: A Coragem de Ser Imperfeito
Escritor: Brené Brown
Editora: Sextante
ISBN: 978-85-7542-958-7
Edição: 1ª
Ano: 2013
Número de Páginas: 208
Assunto: Assertividade / Psicologia

Um comentário:

  1. Revi esse trecho de Roosevelt em um clipe da artista Lindsey Stirling(chamado The Arena) e parece que o livro da Brené me passou por cada segundo. Parece que tudo que vejo desperta um trecho da autora. Acho que é sua maneira de nos fazer abrir os olhos. E como abre! Estou maravilhada desde que a conheci. Era tudo que eu precisava ao momento. Um livro hard, intenso, mas certeiro.

    K.
    www.dear-book.net

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário.