Ele está de volta - Timur Vermes

Adolf Hitler acorda em meio a uma Alemanha que não é a de seu tempo. A cena inicial é de certo modo engraçada. Embora tenha lembranças de sua história no Reich, percebe que algo novo está acontecendo com aquele país. Agora os tempos são outros.

As pessoas o notam de uniforme militar e com características bastante representativas do ditador alemão, mas acreditam ser uma outra pessoa. Talvez um ator vivendo um processo de Constantin Stanislavski para encarnar personagens, um sósia, alguém capaz de uma caracterização perfeita para representar Adolf. Enquanto ele tenta demonstrar que de fato ele é quem é, se vê diante na não crença das pessoas que acabam conduzindo-o para situações inesperadas e surpreendentes.

Hitler vai tentando compreender a transformação: a constituição da sociedade, o grande número de turcos existente no país, as mudanças tecnológicas, o advento da internet, novos modelos de veículos, entre outros. Além das mudanças ele se vê em situações inusitadas sem entender o que aconteceu com aquele passado que ele teria vivido. Apesar de certo saudosismo ele vai encarando as situações que se colocam diante dessa nova Alemanha.

“Com frieza, minha capacidade de compreensão metodicamente ativa mais uma vez recapitulou a conjuntura naquele momento. Eu estava na Alemanha, em Berlim, mesmo que essa cidade me parecesse totalmente estranha. Essa Alemanha era diferente, mas se assemelhava em algumas coisas ao Reich que me era tão familiar: ainda havia ciclistas, automóveis, então também era muito provável que houvesse jornais.”

O homem participa de programa de TV, tem um vídeo transformado em viral na rede de computadores, é entrevistado, criticado e até amado. Relembra momentos que viveu a 60 anos passados e fala inclusive sobre suas posições extremadas. 

“Ele está de volta” é um livro irreverente, mas sem distanciar-se de uma crítica mordaz à hábitos sociais. O livro é o primeiro escrito por Timur Vermes e foi lançado pela Editora Intrínseca em 2014. São 304 páginas em que o ditador ganha ares cômicos, beirando ao ridículo e a bizarrice. Contudo, há que se frisar que trata-se de uma obra de ficção, o que o escritor lembra logo no início da obra. 

A história criada por Timur Vermes é,  sem dúvida, inteligente e engraçada. A crítica à sociedade que se deixa governar por meios midiáticos se revela mordaz. É provocadoramente irreverente, sobretudo por usar uma figura polêmica da história mundial, transformando-o num ser fora do contexto para criticar o que vivemos na contemporaneidade.

Não poderia terminar sem deixar um destaque para a capa. A simples imagem do cabelo e do título do livro como se fora o bigode de Adolf aguça a curiosidade. É minimalista, mas de grande representatividade.


Ficha Técnica
Título: Ele está de volta
Escritor: Timur Vermes
Editora: Intrínseca
ISBN: 978-85-8057-529-3
Ano: 2014
Edição: 1ª
Número de Páginas: 300
Assunto: Ficção alemã

Um comentário:

  1. Eu adoro essa capa, sempre que a vejo em algum lugar eu piro e fico louca para comprar, mas nunca comprei rsrs mas ainda vou comprar esse ano, pois o livro parece ser ótimo, parabéns pela resenha <3

    garotareading.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário.