Fortaleza Digital - Dan Brown

Sinopse
Em 'Fortaleza Digital', Brown mergulha no intrigante universo dos serviços de informação e ambienta sua história na ultra-secreta e multibilionária NSA, a Agência de Segurança Nacional americana, mais poderosa do que a CIA ou qualquer outra organização de inteligência do mundo. Quando o supercomputador da NSA, até então considerado uma arma invencível para decodificar mensagens terroristas transmitidas pela Internet, se depara com um novo código que não pode ser quebrado, a agência recorre à sua mais brilhante criptógrafa, a bela matemática Susan Fletcher. Presa numa teia de segredos e mentiras, sem saber em quem confiar, Susan precisa encontrar a chave do engenhoso código para evitar o maior desastre da história da inteligência americana e para salvar a sua vida e a do homem que ama. 

 Antes do best-seller “O Código Da Vinci”, Dan Brown havia escrito “Fortaleza Digital”, que é o seu primeiro livro publicado. O título foi lançado nos Estados Unidos em 1998.

No livro, o autor fala sobre o universo dos serviços secretos de informação da NSA – Agência de Segurança Nacional americana.

Ensei Tankado, ex-funcionário da NSA, escreveu um programa que cria códigos indecifráveis. O nome do programa: Fortaleza Digital. Um programa, que com qualquer modem, seria capaz de enviar códigos que a NSA não poderia quebrar.

Susan Fletcher é uma brilhante criptógrafa que atua junto ao órgão e é convocada para auxiliar na descoberta do motivo pelo qual o supercomputador (TRANSLTR) da agência não consegue decifrar um misterioso código.
“O TRANSLTR, como todos os grandes avanços tecnológicos, era produto da necessidade. Durante os anos 1980, a NSA presenciou uma revolução nas telecomunicações que mudariam o mundo da espionagem para sempre: o acesso público à Internet. Mais especificamente, a chegada do e-mail.Criminosos, terroristas e espiões, fartos de ter que lidar com linhas telefônicas grampeadas, voltaram-se imediatamente para essa nova forma de comunicação global. O e-mail combinava a segurança do correio convencional com a velocidade do telefone. Como as transferências eram feitas através de cabos de fibra óptica e nunca transmitidas por ondas de rádio, era impossível interceptar e-mails ou, ao menos, era o que parecia.”
Ao mesmo tempo, Davi Becker, um professor da Universidade de Georgetown, especialista em línguas estrangeiras, é enviado à Europa para encontrar uma das chaves que pode abrir o código secreto. Quem o enviou foi Trevor J. Strathmore, comandante de Susan. David é o grande amor da vida da criptógrafa.

Diante de intrigas, desencontros, brigas, segredos e mentiras Susan precisa achar a chave para evitar um dos grandes desastres, senão o maior desastre, para o setor de inteligência dos Estados Unidos.
“No entanto, Susan continuava perturbada com a ideia de guardar a chave e desencriptar o Fortaleza Digital,. Ela se sentia desconfortável, achava que não deviam brincar com a sorte. Estavam se saindo bem até o momento.”
Para quem já leu outros livros de Dan Brown, vai reconhecer diversos elementos que estão presentes nos outros títulos, como a narrativa rápida, muitas reviravoltas nos casos que são apresentados e enigmas cheios de mistérios e suspense. Assim como nos outros livros, à medida que avançamos na leitura das páginas, descortinamos intrigas e mudanças no que parecia elucidado. “Fortaleza Digital”, lançado pela Editora Arqueiro em 2008, tem um final alucinante, de diálogos velozes, que nos faz sentir a pressão vivida pelos personagens.

Inicialmente, a leitura não foi muito agradável. Talvez por ter lido primeiro “Ponto de Impacto”, que fixou minha atenção desde o início. Mas, com o desenrolar da história, fui envolvido pelo jeito eletrizante da escrita de Dan Brown.


Ficha Técnica
Título: Fortaleza Digital
Escritor: Dan Brown
Editora: Arqueiro
ISBN: 978-85-99296-20-2
Edição:
Ano: 2008
Número de Páginas: 298
Assunto: Romance americano / Ficção / Agentes de serviço de inteligência


Um comentário:

  1. Foi o primeiro livro do Dan Brown que li, e fiquei imaginando como seria se transformassem em filme. Uma ótima trama!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário.