Eu sou o mensageiro - Markus Zusak




Sinopse

Seu emprego: taxista. Sua filiação: um pai morto pela birita e uma mãe amarga, ranzinza. Sua companhia constante: um cachorro fedorento e um punhado de amigos fracassados. Sua missão: algo de muito importante, com o potencial de mudar algumas vidas. Por quê? Determinado por quem? Isso nem ele sabe.
Markus Zusak, autor do best seller "A Menina que Roubava Livros", nos fornece essas respostas bem aos poucos neste incomum romance de suspense, escrito antes do seu maior sucesso. O que se sabe é que Ed, um dia, teve a coragem de impedir uma assalto a banco. E que, um pouco depois disso, começou a receber cartas anônimas. O conteúdo: invariavelmente, uma carta de baralho, um ou mais endereços e...só. 

Com 19 anos de idade, Ed Kennedy é um taxista que vive com seu companheiro Porteiro, um cão de pelos pretos e bastante fedorento, que adora café.
“Tenho cabelo escuro, sou moreno claro, olhos castanho-escuros. Sou um cara bem normal, nada sarado. Eu devia endireitar a postura e parar de me curvar, mas não consigo. Quando estou de pé, coloco as mãos nos bolsos. Minhas botas já estão se desmantelando, mas mesmo assim não as tiro dos pés, porque gosto delas pra caramba.”
Ed (o narrador do livro) e seu amigo Marv foram surpreendidos num assalto a banco. Num gesto de Ed, ele pega a arma que um dos criminosos deixou cair no chão e o ameaça, possibilitando com que a polícia se aproxime e leve o meliante preso.

O taxista recebe em sua caixa de correspondência uma carta de baralho, um de seus passatempos, com três endereços. A partir daí ele inicia sua jornada de descobrir o significado desse mistério. Recebe outras cartas.
“Na luz fraca da minha sala, seguro a carta com cuidado, como se ela fosse quebrar ou amassar na minha mão.”

O segundo às tem uma mensagem enigmática: “faça uma oração nas pedras de casa”. Mensagem esta que o leva até três nomes. A terceira carta apresenta o nome de três escritores que, em seguida, o leva até três endereços. A quarta carta revela uma grande surpresa para Ed.

O livro de Markus Zusak, lançado pela Editora Intrínseca em 2007, é carregado de humor e uma dose de leveza. É como se Ed, o personagem-narrador estivesse conversando com o leitor. Assim que comecei a leitura já deu pra sentir que seria daqueles livros que queremos devorar até a última página, e foi mesmo.

O humor pode ser visto já na apresentação que o narrador faz sobre si mesmo.
“...Meu nome completo é Ed Kennedy. Sou taxista, tenho 19 anos. Não sou nada diferente de outros jovens daqui destes subúrbios – não tenho lá muitos planos pro futuro, e as possibilidades são poucas. Tirando isso, leio mais livros do que deveria, sou um zero à esquerda na cama e não entendo nada de imposto de renda. Prazer.”
É uma boa dica de leitura!


Ficha Técnica
Título: Eu sou o mensageiro
Escritor: Markus Zusak
Editora: Intrínseca
ISBN: 978-85-98078-29-8
Edição:
Número de Páginas: 318
Ano: 2007
Assunto: Romance australiano


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.